0
0
0
s2sdefault

Realizar as obras de reparo na casa própria parecia ser um sonho distante para a dona de casa Marineide Conceição Silva e o marido, o gari Amaro dos Santos Silva. Eles, que moram em São Cristóvão com um filho há quase duas décadas, nunca conseguiam juntar dinheiro para fazer os serviços necessários no lar. Mas, neste início de 2021, o desejo da família se tornou realidade após a volta do programa Morar Melhor ao bairro. Nesta quarta-feira (3), o prefeito Bruno Reis esteve na localidade de Yolanda Pires para autorizar a reforma de 200 imóveis.

A iniciativa vai trazer mais cidadania à população da área, transformando moradias que estavam em situação precária em plenas condições de habitação. Em São Cristóvão, duas fases do Morar Melhor já foram executadas. Agora, nesta terceira, das 200 unidades habitacionais que serão alcançadas, 51 já estão concluídas. O investimento é de R$ 1,4 milhão.

“O Morar Melhor tem a capacidade de trazer dignidade às famílias. É um programa que preserva as pessoas dentro do próprio bairro, onde elas conhecem os vizinhos, têm seus costumes, tradições”, destacou o prefeito, ao lado do titular da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Seinfra), Luiz Carlos de Souza.

Os serviços oferecidos pelo Morar Melhor envolvem pintura e reboco, troca de esquadrias, substituição de vasos sanitários e pias, recuperação ou troca de telhado. A definição do que é feito nos lares ocorre por meio de cadastramento, em conjunto com o morador, observando também critérios técnicos. Todas as obras são fiscalizadas durante a execução e após a conclusão.

O valor dos serviços por habitação, nesta terceira etapa, é de até R$ 7 mil. Desde que foi criado, em 2015, o Morar Melhor já alcançou 31 mil casas em mais de 128 localidades da capital baiana.

Nova vida

A casa de Marineide e Amaro é uma das primeiras da Yolanda Pires a ficar novinha em folha. A preocupação que existia do imóvel alagar quando chovia na cidade deu lugar ao sentimento de segurança. A residência ganhou reboco, pintura e telhado novo. “Graças a Deus, está uma maravilha! Dá até pra fazer um churrasquinho ali”, declarou sorrindo a dona de casa, apontando para um canto, do lado externo do imóvel.

Critérios

De acordo com a Seinfra, os critérios para escolha das regiões beneficiadas com o Morar Melhor levam em conta precariedade dos bairros, baseado em dados de IBGE 2010; maior predominância de domicílios com alvenaria sem revestimento; maior predominância de pessoas abaixo da linha de pobreza, assim como de mulheres chefes de família e da precariedade habitacional obtida pela observação de campo.

Não são contemplados imóveis em situação de risco cadastrados pela Defesa Civil de Salvador (Codesal), imóveis de aluguel e famílias que apresentem renda superior a três salários mínimos.

0
0
0
s2sdefault